Confira!

[Tributografia] Julianne Moore

Nascida na Carolina do norte,Estados Unidos,filha de pai militar e por esta razao tendo vivido em mais de vinte países diferentes ao redor do mundo ,veio ao mundo no dia 03 de Dezembro de 1960 na cidade de Faeyteville. No auge de seus 54 aninhos,a bela reune um curriculo de atuaçoes esplendorosas,que variam de papeis não tao bem recebidos aos mais exibicionistas e ovacionados. Talvez fosse desnecessario citar,mais ainda assim o farei,seja qual for o papel,Julianne rouba a cena e atenta todos os holofotes para si,alem de atriz ela ainda traz em sua gama de aptidoes talentozas o fato de ser escritora,tendo já somado dois livros infantis.vale ressaltar tambem que a bela e formada em Belas Artes pela Universidade de Boston. Eu sou irrevogavelmente suspeita pra falar sobre Julianne,a sensaçao que me passa ao assisti-la e de que ela tem o dom de criar para cada personagem uma alma,unica e intrasferivel,me pego sempre acompanhando os filmes dos quais ela participa atraves dos olhos de seus personagens,mesmo sabendo que a maioria não desfruta das mesmas opnioes que eu devo dizer-lhes que me ncantei pala atuaçao da ruivinha em Os esquecidos,que pra mim não foi um filme tao ruim embora a critica não tenha aprovado totalmente.Por se tratar de laços entre as pessoas,ela me cativou totalmente ao se recusar esquecer da existencia de seu filho e lutou contra tudo e todos,por isso eu lhes digo,assistam uma vez mais este filme agora com um pouco mais de amor e paixao e deixe que a atuaçao da bela tambem os cative.

Sua forma enigmatica e familiarizada com os ambientes faz de suas atuaçoes um ima que atrai minha atençao ao seus mais simples trabalhos,um de meus preferidos e Sem Escalas que ao lado do talestosissimo Liam Neeson,me fez nem ao menos piscar durante todo o filme que tem um enredo espetacular, uma trama que se desenvolve coerente,açao,suspense e um toque de peculiaridade ao ver dois grandes monstros do cinema dividindo a cena,foi uma experiencia incrivel,como observar um ringue,sabendo que não vejo um duelo,mais uma dança compassada mostrando duas belas performances distintas que se completam.

Julianne Moore em “Sem escalas”

Sei que parece loucura mais eu achei sua participação em O vidente” muito boa também,acho que a crítica não simpatizaria muito comigo(risos),mais como não temos o objetivo da impessoalidade posso ovaciona-la sem me repreender,o filme em si tem um bom elenco mais não foi realmente um grande acontecimento.

Nem sempre Julianne faz boas escolhas eu admito,mais isso não me impede de acompanha-la ou mesmo de reconhecer seu talento,que diga-se de passagem e inquestionável.De suas participações atuais a que mais gostei foi O sétimo filho,vivaz o filme todo,sua atuação e simples porem dinâmica,exibe uma performance coerente do inicio ao fim,eu diria que Julianne e o tipo de atriz casca,em que quando acompanhamos um filme estamos vendo o personagem, ganhando vida,não sei vocês mais esta e a principal característica de um bom ator pra mim. “ Quando olho para mim mesma nas telas,enxergo outra pessoa” palavras da própria Julianne ao Isto É gente em sua visita ao Brasil para divulgação do filme ensaio sobre a cegueira,fico feliz que suas palavras reforcem minhas convicções sobre ela.

Por que não falarmos um pouco sobre sua atuação em Carrie,onde ela divide os holofotes com a talentosíssima Chloë Moretz,a interação entre as duas e magnifica,e a forma como abordam o relacionamento conturbado entre mãe e filha,tudo de forma simples e eficaz,admito que eu não levava muita fé nesta nova leitura do filme,mais as duas conseguiram reavivar a trama,Julianne faz mais uma vez um excelente trabalho,mostrando sua dramaticidade impecável,me fazendo odia-la enquanto personagem,mais com vontade de aplaudi-la de pé por sua performance,e possível notar ali o desespero de uma mãe que tenta a todo custo proteger uma filha,e que nos transmite a linha tênue entre proteção e loucura e como isto afeta não só as relaçoes entre mae e filha,mais ultrapassa ,trazendo grandes acometimentos para a vida,e formaçao de personalidade de todos os envolvidos,Julianne faz com que tudo ali traga esta sensação de fragilidade e insanidade,em seus trejeitos,seu olhar,sua forma mansa de abordar assuntos delicados com a filha,se perdendo em círculos.Por se tratar de uma obra já vista,acho que fizeram escolhas sabias ao trazer Julianne e Chloë. As duas dão vida nova ao filme.

Me reservarei o direito de não comentar sua atuação em Jogos Vorazes,pois eu não a acompanhei,podem me crucificar por isto,a saga não me alcançou e eu entreguei os pontos,mais confesso-os que tentarei assistir pois acho que Julianne merece uma vez mais que eu tenha o enorme prazer de a ver em cena,outro que ainda não tive oportunidade foi Para sempre Alice,mais de acordo com o que acompanhei parece belíssimo,e finalmente a premiaram, já não era sem tempo! Esse Oscar já vinha sendo merecido á algum tempo.

Julianne e seu mais do que merecido Oscar, e foi pouco podia ter ganho mais

Não sei seriam tantos comentários,tanta coisa a dizer sobre esta bela e talentosa atriz…poderia me prolongar por linhas infinitas aqui,afinal ela acumula uma estrada longa e sei que sera ainda mais extensa no futuro. Porém, realmente não seria possível listar todos os trabalhos de Julianne,mais Tecnicamente comentando sobre Julianne: Julianne Moore foi indicada quatro vezes ao Oscar: como melhor atriz por “Fim de Caso” (2000), “Longe do Paraíso” (2002), e de melhor atriz coadjuvante por “Prazer Sem Limites” (1998) e por “As Horas” (2002). Julianne ainda recebeu um Emmy (Melhor Atriz – Minissérie ou Filme para TV em 2012) e dois Globos de Ouro, entre outros prêmios.

*Todas as informações são de cunho restrito a minha opinião pessoal.

Postado por André Souza

Imagens comentadas: André Souza

escrito por: Geise Lima

Anúncios
Sobre André Souza (18 artigos)
Petropolitano da gema! se mudou para a Somália onde ganhou o titulo honorário de habitante mais bonito, após um ano desta vitória o prêmio foi revogado ao se descobrir que era brasileiro, voltou ao Brasil para terminar os estudos no Telecurso 2000, mas matava muito aula assistindo a sessão da tarde, o vício de consumir filmes piorou quando assistiu Guerra nas Estrelas, anos mais tarde conheceu o amor verdadeiro ao entrar em uma sala de cinema IMAX e conhecer o som de sincronia a laser, reside quando em Petrópolis no Itamarati e durante a semana em algum lugar do Rio de janeiro que permanece um mistério da humanidade! fã babaca assumido de Chloe Grace Moretz, ama animações de tudo quanto tipo, fale mal da mãe dele mas não xingue Christofer Nolan! enfim um cara normal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: