Confira!

[366 Filmes] Mentes Perigosas – (3/366)

Mentes-perigosas-desafio-366-filmes

O terceiro filme do ano, é um filme que eu devo ter visto pela última vez na sessão da tarde mais ou menos em 2001 ou 2002. E para falar desse filme vou começar sugerindo a quem faça essa leitura que dê o play abaixo:

A canção “Gangsta’s Paradise” de Coolio ft. L.V é o tema principal do filme “Mentes Perigosas”, e cá entre nós… não podia haver um tema mais marcante do que este. O filme já começa com essa canção, mostrando cenas de jovens changando em uma escola, e já da para perceber, seja pelos jovens que aparecem, seja pela escola, ou claramente pela canção… que se trata de um daqueles bairros perigosos e que nem seus alunos tem esperança de um futuro.

Deu foi gosto e prazer rever quase 15 anos depois e com minha cabeça formada a esse filme. Durante toda sua exibição, eu fui fazendo minha reflexão sobre o tema e lembrando dos professores que passaram em minha vida, e realmente fizeram a diferença.

“Mentes Perigosas” (1995), conta a história de LouAnne, uma ex-fuzileira que abandona sua profissão para se dedicar a um antigo sonho de ser professora. O primeiro passo é uma entrevista de um estágio, que de cara, vira a oportunidade de se tornar a professora de uma turma, da qual a antiga por algum motivo abandonou.

Para o azar de Louanne, a turma que ela assumiu, não é a turma do sonho de nenhum professor. Alunos bagunceiros, desrespeitosos, e provavelmente entre eles, até quem mexesse com drogas ou gangues. Alunos do tipo que não vão para a escola para estudar, do tipo que intimidam o professor. E é justamente o que acontece no primeiro dia como professora de Louanne.

É engraçado, mais de 20 anos se passaram desde o lançamento desse longa e ainda podemos ver retratado ali o presente de muitas salas ou mesmo escolas. Me veio a mente tantas matérias em jornais ou mesmo vídeos que sempre rodam pelas redes sociais de alunos que chegam até mesmo a baterem em seus professores dentro de sala de aula. Lamentável, que passe ano, passe uma ou duas décadas e essa realidade seja a mesma ou que tenha piorado.

Michelle Pfeiffer brilhou nesse papel! Ela é brilhantemente e perfeitamente a imagem exata do que é um professor de verdade. Não aquele que apenas esta em sala de aula para receber seu salário no final do mês, mas aqueles que dão todo seu tempo, atenção e dedicação. Aqueles que realmente acreditam e tentam fazer a diferença. Um papel na carreira da atriz a sempre se lembrar como grande destaque!

Vi em minhas melhores memórias, 4 ou 5 professores que fizeram total diferença em minha vida, e que muitas vezes eu me via os observando em sala de aula se dedicando a ajudar e acreditar em um aluno, quando esses mesmos não acreditavam nem em si próprios. Certamente esses professores fizeram mais pela educação desses “alunos” em um, dois ou três anos, do que seus pais possam ter feito em todos os anos escolares de seus filhos.

Foi maravilhoso rever esse filme hoje! Coloquei o filme para dar seguimento ao meu desafio e me vi revendo um excelente filme e viajando em minha reflexões sobre o que realmente é um BOM professor.

Existem cenas maravilhosas no filme. Onde a Professora se dedica até mesmo a ir na casa de seus alunos e mostrar que são capazes de muito! Cenas de belas conversas, exemplos e de total proximidade com nossa realidade, onde um professor tenta fazer a diferença e é desencorajado a não fazer nada.

Um último FATO sobre rever esse filme, é que meu irmão de 10 anos o assistiu comigo, e do jeitinho que pude conversei sobre  tema com ele. O melhor, é que até ele ficou atento ao filme!

 

Por Bruno Vieira

Anúncios
Sobre Bruno Vieira (760 artigos)
Estudante de Comunicação Social – Publicidade, tem 27 anos e adoraria se lembrar do primeiro filme que viu em sua vida, mas o que passa em sua mente são flashs de sessões da tarde, com muitas aventuras, romances e filmes de terror da década de 80 e 90. Aprendeu a amar e se emocionar ( e tem prazer em chorar ) com o gênero drama. Gosta de comédia e ação e adora musicais e fantasia. Outro amor são as animações, filmes de heróis e tudo aquilo que faça qualquer um viajar com o poder da imaginação. Se identifica muito com o personagem Woody (Toy Story) pelo o quanto ele valoriza e faz pelas amizades. Um herói? Claro… O Homem-Aranha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: