Confira!

[366 Filmes] Bastardos Inglórios – ( 7/366)

Bastardos Inglórios-366-filmes

É uma vergonha, eu admito! Mas ainda não tinha visto a esse filme. No geral tirei meus pontos positivos, que alias, sempre estão presentes nas produções de Quentin Tarantino: Trilha Sonora (minha paixão no cinema), Vingança (admito gostar de ver coisas baseadas na sede de vingança), Sangue (Nos filmes, o que que tem demais não é mesmo?!) e cenas icônicas (É maravilhoso ver o tipo de cena que jamais se apagará de nossa memória. Concordam?!).

“Bastardos Inglórios” (2009), tem Brad Pitt, Mélanie Laurent e Christoph Waltz em seu elenco, entre tantos outros nomes de peso em Hollywood. A trama se passa na frança durante parte da Segunda Guerra Mundial, e claro, durante essa conhecida fase histórica, nazistas, judeus e americanos não poderiam ficar de fora.

Sinopse: 2ª Guerra Mundial. A França está ocupada pelos nazistas. O tenente Aldo Raine (Brad Pitt) é o encarregado de reunir um pelotão de soldados de origem judaica, com o objetivo de realizar uma missão suicida contra os alemães. O objetivo é matar o maior número possível de nazistas, da forma mais cruel possível. Paralelamente Shosanna Dreyfuss (Mélanie Laurent) assiste a execução de sua família pelas mãos do coronel Hans Landa (Christoph Waltz), o que faz com que fuja para Paris. Lá ela se disfarça como operadora e dona de um cinema local, enquanto planeja um meio de se vingar.

Confesso que não me maravilhei com esse filme, tanto quanto eu esperava ou queria, mas gostei, prendeu minha atenção e de fato é um grande filme. O longa tem evidentemente uma trilha marcante, como todo filme de Tarantino tem que ter. Belos e longos diálogos, acompanhados de cenas ótimas e empolgantes, ainda mas no contexto apresentado, onde americanos buscam matar cruelmente a todos os nazistas que puderem matar.

Não que eu goste de ver morte, mas carrego minha revolta interna por tudo que os nazistas fizeram principalmente aos judeus. Então nesse filme, pude descontar de certa forma, toda essa revolta. Foi como ver a hora da virada, entende?! Será se mais alguém sentiu isso???

Antes de chegar na metade da trama, uma ideia de vingança aos nazistas é apresentada e como tremi por dentro com aquela ideia maravilhosa. Visualizei mentalmente como seria o desfecho do filme e desejei que nada desse errado para me maravilhar com tal cena/possibilidade. E eis que a oportunidade foi dada a quem confere o filme!

Que desfecho maravilhoso! Que cena icônica… ao menos para mim, a cena fatal (tiveram várias, é verdade!) MA-RA-VI-LHO-SA!!!

Um Fato final sobre o filme: A última cena do “cinema”, valeu o filme!
Por Bruno Vieira

Anúncios
Sobre Bruno Vieira (760 artigos)
Estudante de Comunicação Social – Publicidade, tem 27 anos e adoraria se lembrar do primeiro filme que viu em sua vida, mas o que passa em sua mente são flashs de sessões da tarde, com muitas aventuras, romances e filmes de terror da década de 80 e 90. Aprendeu a amar e se emocionar ( e tem prazer em chorar ) com o gênero drama. Gosta de comédia e ação e adora musicais e fantasia. Outro amor são as animações, filmes de heróis e tudo aquilo que faça qualquer um viajar com o poder da imaginação. Se identifica muito com o personagem Woody (Toy Story) pelo o quanto ele valoriza e faz pelas amizades. Um herói? Claro… O Homem-Aranha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: