Confira!

[Crítica] O Bom Dinossauro

O-bom-dinossauro-critica

Já parou para pensar no que poderia ter acontecido aos dinossauros se “aquele tal” asteroide tivesse apenas passado próximo à Terra há milhares de anos, e não caído em nosso planeta e extinguido os dinossauros?

Não? Nunca pensou? Nunca imaginou?

Bom, se a resposta foi não… que bom! A Pixar pensou/imaginou e levou novas possibilidades do que poderia ter acontecido de uma forma fofa, divertida e comovente às telas do cinema, falando de família, perdas, coragem e amizade.

the_good_dinosaur

Na história, após a passagem “daquele tal” asteroide, se passam milhões de anos e então é trabalhada a ideia de os dinossauros terem evoluído “mentalmente” ao longo desses milhares de anos. Arlo, um dinossauro da espécia vegetariana, faz parte de um carismático e afetuoso núcleo familiar, onde cada um tem sua importância na agricultura e demais trabalhos, como alimentar as galinhas, molhar a horta etc.

Só que Arlo, é um dinossauro muito medroso. Mesmo seu pai acreditando em seu potencial, Arlo não consegue enfrentar seus medos, o que acaba o levando a se meter em um “pequeno” problema e resultando na descoberta do sentimento da perda e da importância da família.

É então por meio desse “problema” que conhecemos Spot, um simpático e super fofo garotinho das cavernas que se apega a Arlo como um cãozinho de estimação, seguindo, fazendo companhia, brincando e até mesmo defendendo de perigos. Ambos se encontram perdidos e é ao lado do corajoso Spot que Arlo enfrenta grandes perigos e encontra uma forma de encarar todos os seus medos e a ter assim… a coragem que tanto precisava.

Essa é do meu ponto de vista uma das animações mais certas de trazer divertimento principalmente das crianças, já que a maioria das animações Pixar tem um teor mais adulto do que infantil. O Bom Dinossauro garante boas risadas aos pequenos e comoção.

Na sessão que eu peguei, tive o simples prazer de compartilhar das risadas de tantas crianças. E tenho que dizer que uma em especifico, demostrou medo, quando o personagem de Arlo passava por momentos sombrios. E quando a história queria comover…. ahhhhhhh ela comovia não só as crianças como os adultos (como eu) que estavam, ali… conferindo a história de Arlo e Spot.

Uma criativa forma de se pensar na possibilidade do que poderia ter acontecido aos dinossauros e seres humanos caso os dinossauros não tivessem sido extintos.

A forma como abordam o sentido do que é família, da importância, do medo e da perda, é lindamente bem trabalhado. Seja quando falamos de dinossauros, seja quando falamos de seres humanos.

Arlo, comove o público com todos os seus medos. E tenta vence-los. Supera-los. Mas se ver por tantas e tantas vezes a sucumbir a seus medos.

Spot é um personagem simplesmente tocante, divertido, fofo, carismático e… inesquecível! Um personagem sem falas na história, mas que transborda sentimentos. Certamente um daqueles que nem tão cedo quem conhece, pode esquecer!!!

Sai satisfeito e bastante comovido (tá! com os olhos molhados também!!!), da sala de cinema, e feliz por ter conferido o quanto antes essa nova animação da Disney – Pixar.

Confira o trailer:


Por Bruno Vieira

Anúncios
Sobre Bruno Vieira (760 artigos)
Estudante de Comunicação Social – Publicidade, tem 27 anos e adoraria se lembrar do primeiro filme que viu em sua vida, mas o que passa em sua mente são flashs de sessões da tarde, com muitas aventuras, romances e filmes de terror da década de 80 e 90. Aprendeu a amar e se emocionar ( e tem prazer em chorar ) com o gênero drama. Gosta de comédia e ação e adora musicais e fantasia. Outro amor são as animações, filmes de heróis e tudo aquilo que faça qualquer um viajar com o poder da imaginação. Se identifica muito com o personagem Woody (Toy Story) pelo o quanto ele valoriza e faz pelas amizades. Um herói? Claro… O Homem-Aranha.

1 Trackback / Pingback

  1. [366 Filmes] O Bom Dinossauro – (11/366) | Clube de Cinema Petrópolis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: