Confira!

[366 Filmes] O Abrigo – (31/366)

O-Abrigo-filme

O filme da vez, que fecha o primeiro mês de 2016 da milha longa lista de filmes, foi outro encontrado numa listinha de filmes que dizem que todos precisam ver. Esse devo concordar. É bem bacana. É interessante.

“O Abrigo” (2011), com Michael Shannon, Jessica Chastain e Shea Whigham, conta a história de um pai, que um certo dia começa a ter visões de uma estranha chuva se aproximando, pássaros agindo estranhamente, dentre outras situações alarmantes. O “problema” é que só ele sente/vê essas coisas.

Sinopse: Curtis LaForche (Michael Shannon) mora numa pequena cidade de Ohio com a esposa Samantha (Jessica Chastain) e sua filha de seis anos, que possui uma deficiência auditiva. Os dois trabalham pesado para juntar o dinheiro para suprir as necessidades especiais da filha, mas mesmo passando por algumas dificuldades, eles podem dizer que são felizes. Isso começa a mudar quando Curtis passa a ter pesadelos com uma tempestade apocalíptica e começa a ficar obsessivo. Ele constrói um abrigo no quintal e desperta a preocupação da esposa e a desconfiança dos amigos e colegas de trabalho.

“O Abrigo” me chamou a atenção por 3 motivos:
– Michael Shannon, o Zodd de “Homem de Aço”, que até então eu só lembrava de ver atuando como vilão do herói.
– Jessica Chastain, que eu admiro demais por seus trabalhos, fora o dom de me comover.
– História proposta.
Nenhum dos 3 quesitos me decepcionaram. O drama é muito bem construído, e envolve em dramas sociais e psicológicos. Fica difícil acreditar numa pessoa que diz estar vendo coisas, imaginando, e sem partilhar disso de inicio, passa a tomar medidas preventivas para evitar X situações caso suas “visões/ilusões” possam se concretizar.

O Drama segue um bom ritmo, segurando a cada nova “visão/pesadelo” um suspense sobre a história a ponto de deixar o próprio expectador confuso de se aquilo tudo pode ser possível ou se é só um problema psicológico que o personagem esta enfrentando.

O drama familiar também é otimamente trabalhado, não só o da esposa, que não entende as mudanças repentinas do marido, mas a do próprio comportamento da filha do casal que é surda.

Minha classificação: Bom


Por Bruno Vieira

Anúncios
Sobre Bruno Vieira (760 artigos)
Estudante de Comunicação Social – Publicidade, tem 27 anos e adoraria se lembrar do primeiro filme que viu em sua vida, mas o que passa em sua mente são flashs de sessões da tarde, com muitas aventuras, romances e filmes de terror da década de 80 e 90. Aprendeu a amar e se emocionar ( e tem prazer em chorar ) com o gênero drama. Gosta de comédia e ação e adora musicais e fantasia. Outro amor são as animações, filmes de heróis e tudo aquilo que faça qualquer um viajar com o poder da imaginação. Se identifica muito com o personagem Woody (Toy Story) pelo o quanto ele valoriza e faz pelas amizades. Um herói? Claro… O Homem-Aranha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: