Confira!

[Evento] Mostra joga luz na produção atual do México

Cinema-mexicano

Apesar de dois cineastas mexicanos terem vencido o Oscar de melhor direção nos últimos três anos — Alfonso Cuarón (“Gravidade”) e Alejandro González Iñárritu (“Birdman” e “O regresso”) —, são poucas as obras de seus conterrâneos, produzidas no México, que chegam ao circuito comercial brasileiro. Para apresentar a produção do país, a Caixa Cultural realiza a mostra Cinema Mexicano Contemporâneo, que começa hoje e vai até o dia 27 deste mês.
— Mesmo presentes nos grandes festivais internacionais, muitas produções do México não passam por aqui, ao contrário dos filmes argentinos — diz o curador Mateus Nagime.
Ele elogia a atração de abertura da mostra, “Eu sou a felicidade deste mundo” ( 2014), de Julián Hernández, que conta a história do diretor Emiliano.

— O filme tem uma abordagem metalinguística interessante. É uma obra que resume bem sua carreira, uma visão madura e realista sobre a sexualidade— analisa.
Entre os 13 longas- metragens e três curtas da mostra, Nagime ressalta alguns nomes.

— Além do Hernández, destaco Carlos Reygadas (“Post Tenebras Lux”, que será exibido dias 17 e 19), Alexandro Aldrete (“Manhã psicotrópica”, dias 22 e 26) e Arturo Ripstein (“As razões do coração”, dias 25 e 27), que está na ativa desde os anos 1960. ( Sérgio Luz)

ONDE: Caixa Cultural. Av. Almirante Barroso 25, Centro ( 3980- 3815). QUANDO: Ter, às 18h30m. Até 27 de março. QUANTO: R$ 4. CLASSIFICAÇÃO: 16 anos.

 

Fonte/Reprodução: Jornal O Globo

Anúncios
Sobre Bruno Vieira (760 artigos)
Estudante de Comunicação Social – Publicidade, tem 27 anos e adoraria se lembrar do primeiro filme que viu em sua vida, mas o que passa em sua mente são flashs de sessões da tarde, com muitas aventuras, romances e filmes de terror da década de 80 e 90. Aprendeu a amar e se emocionar ( e tem prazer em chorar ) com o gênero drama. Gosta de comédia e ação e adora musicais e fantasia. Outro amor são as animações, filmes de heróis e tudo aquilo que faça qualquer um viajar com o poder da imaginação. Se identifica muito com o personagem Woody (Toy Story) pelo o quanto ele valoriza e faz pelas amizades. Um herói? Claro… O Homem-Aranha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: