Confira!

[ESPECIAL] DAVID FINCHER

O Especial CCP de hoje fala sobre um visionário diretor, conhecido pelos filmes bastante específicos no que diz respeito tanto ao visual quanto às histórias, geralmente aflitivas e mostrando lados da humanidade não tão coloridos assim. Nosso homenageado é o americano David Fincher.

Já aos 8 anos o pequeno Fincher brincava pela casa com sua câmera, inspirado por Butch Cassidy, e no colegial sua diversão era dirigir peças e projetar sets. Dessa forma o caminho a ser percorrido não poderia ser outro senão o do cinema.

Depois de passar um tempo sendo assistente de produção, Fincher entrou na Industrial Light and Magic, de George Lucas, onde trabalhou com efeitos especiais dos blockbusters Star Wars – O Retorno de Jedi e Indiana Jones e o Templo da Perdição.

Suas primeiras experiências na direção ocorreram comandando propagandas para empresas como Nike, Coca e Sony. Também dirigiu vários videoclipes para Sting, The Rolling Stones, Michael Jackson, Aerosmith, George Michael, Iggy Pop, Billy Idol e sendo um grande parceiro de Madonna.

a12

Em 1992 Fincher fez sua estreia em Hollywood, comandando o terceiro filme da série Alien. Apesar de pertencer a uma grande franquia, as críticas foram ruins, o que não o afastou do seu sonho. Em 1995 veio o estrondoso sucesso com Seven – Os Sete Pecados Capitais.  Esse filme mostrou ao mundo o estilo característico, com bastante uso de penumbras, fotografia crua, iluminação com predominância de azul e verde, planos com enquadramentos diversificados e por vezes até ousados, e histórias que mostram lados obscuros da humanidade, muitas vezes sem linearidade.

Em Seven, David fez sua primeira parceria com Brad Pitt, com quem trabalhou também em O Curioso Caso de Benjamin Button, que ganhou 8 Oscars e demorou mais de 10 anos sendo planejado, e em Clube da Luta, um dos maiores cults da década de 90, que até hoje influencia milhares com suas frases de efeito clássicas e sua abordagem tensa e divertida ao mesmo tempo.

1406024574_Fight-Club

Acostumado a sucessos apesar de trabalhar com personagens agressivos e muitas vezes antissociais, como o Mark Zuckerberg de A Rede Social, um dos filmes mais importantes da última década, Fincher possui no seu histórico honras como produtor e grande diretor de atores tais como Jodie Foster, Jesse Eisenberg, Morgan Freeman, Michael Douglas, Cate Blanchet, Edward Norton, Kevin Spacey, Mark Ruffalo e o próprio Brad Pitt.

Nos últimos anos, Fincher iniciou um projeto de reencenar os filmes da trilogia sueca Millennium, começando com Os Homens que não Amavam as Mulheres, e abriu algumas portas para cineastas em seriados na nova Era de Ouro da TV Americana, ao produzir e dirigir House of Cards, da Netflix, com os grandes atores Kevin Spacey e Robin Wright, que já ganharam diversos prêmios por suas atuações na referida série.

house-of-cards-david-fincher-slice

Depois de realizar o mais novo cult Garota Exemplar, David Fincher tem como projetos futuros mais seriados, como Shakedown, baseado em texto do autor James Ellroy e uma nova série da Netflix chamada Mindhunter.

Curiosidades:

  • Quando jovem David Fincher foi vizinho de George Lucas, embora isso não tivesse relação direta com o fato de ele trabalhar na indústria de efeitos especiais de Lucas anos mais tarde;
  • A não ser O Jogo, O Quarto do Pânico e Zodíaco, todos os filmes de Fincher concorreram a algum Oscar;
  • Fincher tem uma ótima relação com Madonna, tendo dirigido alguns clipes da mesma, inclusive o conhecido Vogue;
  • É dito que a preocupação estética dele é tão grande que, durante as gravações de Os Homens que não Amavam as Mulheres ele mandou que se trocassem carros que estavam no fundo da filmagem apenas porque suas cores não correspondiam ao que ele queria.
Anúncios
Sobre Igor Pires (4 artigos)
Carioca da gema, vive há mais tempo em Petrópolis do que consegue se lembrar. Formado em TI mas apaixonado mesmo pelas artes, adora pintura, literatura e respira música, seriados e cinema. Na sétima arte, suas primeiras memórias confundem-se e misturam-se em sessões caseiras e passeios de fim de semana que quase sempre culminavam na sala de projeção ou nos corredores de alguma locadora. Ama dramas e produções que mexam com sua estabilidade psicológica, mas não dispensa a pipoca e um filme de herói. Assim como o Hannibal, é observador, mas sem o apreço pela carne humana. Geek por excelência, nerd mal resolvido, pode falar sobre seu amor por horas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: