Confira!

[Critica] Mogli, O Menino Lobo (The Jungle Book)

Filme-Mogli-o-menino-logo-2016

Nesse final de semana, conferi a nova adaptação da Disney de “Mogli, o Menino Lobo” em Live-action, que pelo trailer surpreendeu a todos não só pela beleza das imagens mas também pelas cenas de ação na floresta.

Esse filme é na verdade uma grande homenagem ao grande Walt Disney, que faleceu em 1966, um ano antes da estréia da animação de “Mogli” nos cinemas, tendo essa sido a última produção do estúdio com o toque de Walt Disney. A homenagem nessa nova adaptação então, ficou por conta da fidelidade com a obra de 1967, se aproveitando belissimamente da tecnologia de nosso tempo.

Um breve resumo da história

Certo vez no meio de uma floresta Indiana, uma pantera encontra uma pequena criança sozinha, Distante como estava da vila dos homens mais próxima, a pantera resolve deixar o pequeno garotinho com uma família de lobos, já que sabia que a Loba mãe tinha dado cria a pouco tempo. Mogli cresce assim com os lobos. Até que passado uns 10 anos, os animais recebem a notícia de que o tigre mais temido nas florestas indianas esta retornando à aquela parte da floresta, deixando assim, Mogli correndo risco de vida, já que em uma Lei que os animais seguem na floresta, o “Homem” é proibido de viver na floresta entre os animais. É ai que a aventura de Mogli começa, rumo a aldeia mais próxima dos homens, ao lado de seus amigos, O pantera e o Urso.

Pouco foi mudado nessa história na nova adaptação Disney. Algumas mudanças acorreram apenas para dar um toque de realidade, o famoso “e se fosse verdade?”. Posso afirmar que algumas destas mesmas mudanças deixaram a história ainda mais encantadora. Sem entregar o filme, posso mencionar que a única grande diferença mesmo, foi com o final da história, que ao mesmo tempo que se tornou mais “feliz”, também deixa algo incompleto (não para a obra, mas sobre a vida do personagem mesmo).

O filme esta uma graça! Doses de fofuras, com animais ainda filhotinhos ( vocês tem que ver o que são os lobinhos!!! rsrsr) e o próprio Mogli. É certo que a escolha do ator Neel Sethi,  que vive Mogli nessa obra, é um dos grandes acertos do longa. O garoto deu vida brilhantemente ao jovem garoto criado pelos lobos. Ele cativa o expectador e faz com que todos o sigam naquela aventura com uma enorme pureza no coração.

Os efeitos visuais e especiais são outra coisa a parte. Que visual incrível!!! É mágico aquela floresta! É aquela animação que fez a infância de tantas pessoas ser uma pequena aventura, finalmente se tornando real, a ponto de nos encher de medo, colocar sorrisos em nossos rostos e nos derreter com cenas cativantes sobre amor e amizade.

Mogli-dubladores-originais

A Dublagem original internacional, é outro detalhe maravilhoso a parte. A versão dublada original contou com as vozes das estrelas: Bill Murray, Idris Elba, Scarlett Johansson, Christopher Walken, Lupita Nyong’o, Giancarlo Esposito e Emjay Anthony. Aqui no Brasil, um elenco conhecido de atores talentosos também foi convidado a darem vida aos personagens da adaptação: Dan Stulbach, Marcos Palmeira, Thiago Lacerda, Alinne Moraes, Tiago Abravanel e Júlia Lemmertz. Confesso que fiquei com o pé atras com uma parcela desse elenco, mais desconfiado mesmo, sabe?! Se combinaria, se daria certo!

Mogli-dubladores-nacionais

Enfim… deu certo! Foi um tapa na cara. O trabalho de criação que o elenco brasileiro colocou em seus personagens deu super certo. Em grande parte do filme, não da nem para reconhecer a voz dos artistas, porque eles fizeram suas alterações, o trabalho mesmo de criar uma voz para tal personagem. Tenho visto uma galera discutir sobre isso, que foi ruim e tal. Sinceramente… esta muito bem feito o trabalho de dublagem nacional!

Mogli-dubladores-brasileiros

AHHHHHHHHH!!!! E como esquecer de comentar dois momentos que fazem quem conferiu a animação, ficar com os olhinhos brilhando e uma certa emoção rolando no peito?!

Inseriram nessa nova adaptação duas das canções da animação de 1967. A coisa mais linda que ficou, particularmente a canção lema do urso com o Mogli foi um dos pontos mais altos, emocionantes e cativantes do longa.

Fiz questão de rever a animação dias antes da estreia dessa nova adaptação, para poder comparar e seguir a história. E foi muito útil! Existem dois elementos que colocaram nessa adaptação que foram ótimos… como o medo dos animais pego fogo, sobre o poder do fogo. Também é contado, diferente da animação, como que Mogli ficou “sozinho” naquela floresta.

E mais um detalhe! Mogli é basicamente o único personagem humano que aparece no longa, e quando é mostrado a aldeia de homens, é uma forma tão… tão… misteriosa, que nos deixa margem para refletir sobre isso e o final do longa.

Por fim…

Não deixe de conferir nos cinemas, a experiencia é mágica!

Por Bruno Vieira

Anúncios
Sobre Bruno Vieira (760 artigos)
Estudante de Comunicação Social – Publicidade, tem 27 anos e adoraria se lembrar do primeiro filme que viu em sua vida, mas o que passa em sua mente são flashs de sessões da tarde, com muitas aventuras, romances e filmes de terror da década de 80 e 90. Aprendeu a amar e se emocionar ( e tem prazer em chorar ) com o gênero drama. Gosta de comédia e ação e adora musicais e fantasia. Outro amor são as animações, filmes de heróis e tudo aquilo que faça qualquer um viajar com o poder da imaginação. Se identifica muito com o personagem Woody (Toy Story) pelo o quanto ele valoriza e faz pelas amizades. Um herói? Claro… O Homem-Aranha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: