Confira!

[Crítica do Leitor] “Capitão América: Guerra Civil” – Existe um lado errado nessa guerra?

Capitao-america-guerra-civil

Com duração de mais ou menos um ano, Civil War, certamente foi uma das maiores sagas da Marvel Comics nos últimos anos, onde depois de um incidente envolvendo jovens heróis e um pequeno grupo de vilões, ter causado a explosão de uma escola matando dezenas de crianças, o governo se vê na posição de criar uma lei de registro de Super-Humanos. Com o passar do tempo Tony Stark assume a liderança dos que são a favor da nova lei e do outro lado, Capitão com os que não concordam, gerando um grande embate que envolveu boa parte das dezenas de heróis e vilões.

Nos cinemas, a trama principal é um pouco diferente, mas em resumo, a sua essência permanece viva no filme. Após os acontecimentos Vingadores: Era de Ultron, vemos Steve Rogers liderando o recém-formado time de Vingadores com o objetivo de continuar protegendo a humanidade. Mas, depois que um novo incidente envolvendo a equipe, resulta num dano colateral, a pressão política se eleva e então é criado um tratado afim de supervisionar e dirigir super-heróis.
O novo status quo divide a equipe, resultando em dois campos: Um liderado por Rogers e seu desejo de que os Vingadores permaneçam livres para defender a humanidade sem a interferência do governo; O outro seguindo Tony em apoio a lei.

Captain America Civil War Movie Poster

A sua continuidade em relação aos longas anteriores do estúdio (dando destaque para Capitão América: O Soldado Invernal) acontece de forma muito orgânica, embora o longa conte com a presença de vários personagens de peso, o roteiro de Stephen McFeely e Christopher Markus conseguem dar um bom proposito e devida atenção pra cada um, seja Homem-Formiga ou até o Homem Aranha, ajudando a história a se movimentar, que embora seja alto contida causa grande mudanças no universo Marvel nos cinemas.
A mudança de personalidade e desenvolvimento de Homem de Ferro (Robert Downey Jr.) e Capitão América (Chris Evans) vem sendo trabalhada a um bom tempo no cinema e quando ambos chegam ao seu limite é palpável para o publico o motivo de Rogers ser contra o “tratado de Sokovia” e Stark ser a favor. Cada um luta por ideologias distintas mas, nenhum lado está errado, embora Capitão América seja o herói, titulo do filme, o roteiro consegue equilibrar os pontos de vista não endeusando um lado e demonizando o outro, criando um certo sentimento conflito no telespectador, que funciona muito bem. Outro ponto valido que merece ser ressaltado do roteiro é o humor pontual, todas as piadas funcionam e encaixam na hora certa, não surgem de uma forma que pareça forçada.

Se com Soldado Invernal, os diretores Joe e Anthony Russo conseguiram cravar a sua identidade no Universo Marvel, criando excelentes cenas de ação, nesse filme a direção deles está ainda mais arrojada. O grande confronto das equipes no aeroporto é brilhantemente bem coreografada, dando um objetivo pra cada herói, o que acaba acrescentando a misancene um fantástico espetáculo visual.
Daniel Brühl, que interpreta o antagonista Barão Zemo funciona na trama até um certo ponto, mesmo que a motivação do personagem seja interessante, é pouco instigante deixando a impressão que o longa poderia funcionar perfeitamente sem a presença dele.

Portanto, com grandes acertos e pouquíssimos erros, Capitão America: Guerra Civil consegue se estabelecer como outro grande triunfo da Marvel Studios, entregando uma adaptação que embora não tenha o mesmo peso da saga dos quadrinhos, consegue ser um fantástico entretenimento.

Crítica enviada por Pedro Augusto, de Petrópolis

Anúncios
Sobre Clube de Cinema Petrópolis (43 artigos)
Somos um grupo apaixonado por cinema.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: