Confira!

[Especial] Remakes

Finalizando o especial sobre Remakes, hoje listaremos mais 5 filmes que foram tão bons quanto, ou até mesmo melhores que seus originais. Confira!

Madrugada dos Mortos (2004)

dawn-of-the-dead-2004-cast

O Despertar dos Mortos (1978), clássico de George A. Romero, causou grande euforia na época, tanto que foi uma das obras mais emblemáticas do autor, criando até o subgênero zombie movie e virando tendência na cultura pop. Décadas se passaram e assunto foi deixado de lado, era apreciado apenas pelos fãs mais ferrenhos do estilo. Mas eis que surge o novato Zack Snyder, com o seu Madrugada dos Mortos, e pega todo mundo de surpresa. Além de possuir a catarse, característica e crítica social do anterior, pôs novamente o tema em ascensão e indiretamente foi responsável pelo aparecimento de séries, livros e quadrinhos posteriores.

Bravura Indômita (2010)

true-grit-5

Bravura Indômita (1969) foi o longa que deu a lenda John Wayne o seu único Oscar. Henry Hathaway também foi bem elogiado pelo tocante western que fez. Mas cerca de 40 anos depois, os irmãos Coen decidiram contar sua versão do livro que deu origem ao filme. O resultado foi um trabalho recheado de grandes momentos e atuações (tem em seu cast nomes como Jeff Bridges, Matt Damon e Josh Brolin), dono de 10 indicações ao Oscar e por muitos é considerado melhor que a primeira adaptação.

A Identidade Bourne (2002)

02

Sim, antes de Doug Liman adaptar o grande romance de Robert Ludlum, tivemos anteriormente uma versão feita para TV de A Identidade Bourne (1988). Não é preciso ir longe para então perceber a diferença de qualidade entre esse primeiro filme e aquele vivido por Matt Damon. Supera o anterior em todos os sentidos. Sendo também um trabalho importante por ditar um novo estilo de fazer ação no cinema.

Scarface (1983)

A1mLv0Xy50L._SL1500_

Aqui outro filme da década de 1930 com direção de Howard Hawks, que ganha um remake absolutamente superior. O novo Scarface contou com o fabuloso Al Pacino no papel principal, uma inspiradíssima direção de Brian de Palma e um excêntrico roteiro de Oliver Stone, que situou o enredo nos anos 80 e transferiu o local da trama de Chicago para Miami. A fita ficou também marcada na história com o personagem Tony Montana, um maluco que simbolizava várias faces da época e impressionava pela desenvoltura em determinadas situações. O longa até hoje consegue se comunicar pela força que debate seus temas e pela ambição dos envolvidos.

A Mosca (1986)

jeff-goldblum-as-seth-brundle-in-the-fly

Apesar de apostar numa abordagem mais visceral – diferente do original, A Mosca da Cabeça Branca (1958), de Kurt Neumann, que era muito mais um horror clássico -, David Cronenberg realiza um trabalho que busca testar o limite físico e emocional do humano e por assim suas relações. O filme equipara níveis de emoção, tensão e inventividade de forma pouco vista na sétima arte. Jeff Goldblum faz aqui o papel de sua vida, com uma atuação calcada em olhares e pequenos trejeitos, Seth Brundle é um personagem tridimensional, que passa bastante credibilidade e aflição. A maquiagem também é soberba, chegando a faturar naquele ano o Oscar, nessa categoria.

Esperamos que tenham gostado e feito bom proveito do nosso especial sobre Remakes. Até a próxima!

Fonte: CineTOP

Por João Victor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: