Confira!

[Confira!] Cine Belas Artes abre sala ‘gourmet’, com cozinha e poltronas de carros

sala-de-cinema-gourmet
A partir desta sexta (17), São Paulo ganha uma sala de cinema em que filme de Bergman não entra e em que um cochicho aqui, outro ali, não faz mal –isso num reduto cult da cidade: o Belas Artes.

O espaço, rebatizado de sala Drive-In, emula o espírito de cinemões antigos: em vez dos automóveis, poltronas originais de Cadillacs e Galaxies dos anos 1950 e 60 ocupam as primeiras fileiras dos 88 lugares da sala reformada.

Na parte de trás, a cozinha prepara petiscos e drinques servidos durante as sessões: um pager avisa o espectador que a comida está pronta para que ele busque no balcão. As fileiras são mais espaçadas para facilitar o vaivém.

“Para alguns se tornou impossível ficar em silêncio. Em vez de reprimir, abrimos essa sala com uma proposta diferente”, afirma André Sturm, proprietário do Belas Artes.

“Não é para ser zona, mas ficar ouvindo o ‘créc’ da batata frita faz parte do pacote. Já nas outras salas é para respeitar o ritual do cinema.”

A proposta uniu Sturm ao empresário Facundo Guerra, do bar Riviera e das baladas Lions, Yatch e Cine Joia. Os dois sócios não comentam os custos da reforma da sala.

Facundo diz que o investimento não tem a ver com o boom de salas VIPs em shopping centers. “Elas são megaelitistas e exibem blockbusters. Esta sala é para celebrar a cultura pop”, afirma.

Segundo Sturm, diz que a programação vai favorecer filmes “para se ver em grupo”. “Mas sempre com uma pegada mais cult”, afirma. “Um Tarantino, por exemplo, vai estrear nesta sala. Um Scorsese? Depende do estilo”, diz.

As sessões fixas terão terror às sextas, clássicos aos sábados e infantis aos domingos.

Os ingressos inteiros custam R$ 30 (no primeiro mês, saem por R$ 20). Um sanduíche, R$ 25. Milkshake, R$ 14.

“O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” abre a programação nesta sexta, às 13h.
Reprodução Site O Globo

Anúncios
Sobre Bruno Vieira (760 artigos)
Estudante de Comunicação Social – Publicidade, tem 27 anos e adoraria se lembrar do primeiro filme que viu em sua vida, mas o que passa em sua mente são flashs de sessões da tarde, com muitas aventuras, romances e filmes de terror da década de 80 e 90. Aprendeu a amar e se emocionar ( e tem prazer em chorar ) com o gênero drama. Gosta de comédia e ação e adora musicais e fantasia. Outro amor são as animações, filmes de heróis e tudo aquilo que faça qualquer um viajar com o poder da imaginação. Se identifica muito com o personagem Woody (Toy Story) pelo o quanto ele valoriza e faz pelas amizades. Um herói? Claro… O Homem-Aranha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: