Confira!

[Especial] O Novo Pesadelo – O Retorno de Freddy Krueger (1994)

bfdzfvhmn6stfwr4c08otjdzhcg

Com a morte de Freddy, se fez necessária uma ótima desculpa para trazê-lo de volta. E essa desculpa foi o retorno de seu criador, Wes Craven, à série, roteirizando, produzindo e dirigindo o sétimo filme, lançado em 1994.

Craven usa uma ideia recusada pelo estúdio na época em que escreveu o terceiro filme da saga. Desta vez Freddy invade o mundo real e seu alvo não são os jovens de Springwood, mas sim os atores e técnicos que realizaram seus filmes.

A intenção de Craven com essa ideia bem original era retomar o suspense e a seriedade de Freddy, resgatando muito do clima do primeiro filme. E não foi só o clima que voltou.

Heather Langenkamp e John Saxon retornam, desta vez interpretando versões deles mesmos. Jsu Garcia e Tuesday Knight também aparecem, mas em participações quase imperceptíveis. O próprio Craven participa da trama, bem como os produtores Robert Shaye, Marianne Maddalena e Sara Risher, que aparecem numa cena nos próprios escritórios da New Line Cinema, a empresa “mãe” da série. Robert Englund, além de viver Freddy novamente, também interpreta a si mesmo.

A história é simples, porém genial. Wes Craven tem uma ideia para trazer Freddy de volta, mas ele não conta detalhes do roteiro para ninguém. Enquanto, isso Heather sofre vários problemas: uma sequência de terremotos assola a cidade, um fã parece atormentá-la por telefone e correspondência, e ela começa a ter pesadelos suspeitos.

A coisa piora quando as pessoas envolvidas com a criação da nova luva de Freddy começam a morrer, incluindo o marido de Heather, Chase (David Newsom). Completando o quadro, o filho do casal, Dylan (Miko Hughes, de Código Para o Inferno), vai ficando cada vez mais transtornado, sofrendo de sonambulismo e repetindo falas dos filmes de Freddy.

O clima da história é de suspense e paranóia, com Freddy aparecendo muito pouco. Diversas cenas remetem diretamente aos momentos chave do filme original. A trama começa a pegar mais ritmo quando Heather desvenda a verdade, revelada pelo próprio Craven: Freddy é na realidade um demônio antigo, um grande mal que pode ser preso dentro de histórias. Este mal foi preso na série A Hora do Pesadelo, mas com a morte de Freddy no sexto filme, começou a se libertar. Para invadir de vez o mundo real, ele deve derrotar uma guardiã, que é a própria Heather, condição imposta pelo fato dela ter interpretado a primeira personagem a derrotar Freddy nos filmes.

Infelizmente, O Novo Pesadelo não é tão bom quanto se esperava. Com uma trama básica fantástica, tem ainda o mérito de ser um filme muito mais sério do que os anteriores, explorando temas interessantes como o efeito do terror na vida de quem realiza esses filmes, criando situações promissoras, como o conceito de um guardião para guardar os sonhos de uma pessoa, que no caso de Dylan é seu tiranossauro de pelúcia. Porém, tal conceito é apenas citado, nunca efetivamente mostrado.

O maior destaque é o próprio Freddy, com queimaduras de outro tom, num visual e atitude mais sóbrios e sombrios. Seu traje é mais escuro e ganha o reforço de um sobretudo, além da nova luva, que não tem o charme da antiga, mas tem a vantagem de ter uma garra também no dedão.

Todo o suspense criado vai por água abaixo num confronto final totalmente anticlímax, com o novo Freddy sendo derrotado fácil demais. Para piorar, a maior parte dos efeitos especiais é péssima, mais uma vez.

Embora a crítica tenha gostado do filme, o público não o aprovou e todo o esforço de Craven em recuperar a faceta mais séria da saga foi jogado no lixo.

Uma curiosidade: Craven pretendia convidar Johnny Depp para participar deste filme, mas não o fez por pura timidez injustificada. Ironicamente, pouco depois da estreia, ele encontrou Depp, que lhe disse que teria ficado muito feliz em participar.

HQManiacs

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: